SARA & ANDRÉ:

Boa noite,
fomos uns dos que viemos de longe e aproveitamos para conhecer a zona.
Estamos a ficar acampados no parque de campismo municipal de Vouzela. Ficamos uns dias a passear e depois voltamos a Lisboa.

 

Os aspectos negativos:

O facto do encontro ser em barraquinhas individuais não permite tanto convívio entre os participantes. A falta de muitos inscritos também pesou para isso.
Por altura do jantar, os organizadores do festival ausentaram-se, o que deixou o encontro dos coleccionadores sem apoio, nomeadamente ao nível da iluminação.


Os aspectos positivos:

Disponibilizarem um grande número de series gratuitamente.

Hospitalidade de quem nos acolheu.

zona envolvente muito bonita.
Membros da organização do encontro sempre presentes.


Cumprimentos,

André e Sara

ANA BENTO:

Caros anfitriões,

    O meu feedback é francamente positivo!! Foi a primeira vez que eu, juntamente com outros, nos juntamos a um ávido coleccionador amigo  que nos convenceu, e ainda bem!, a participar! =) Gostaria de salientar, acima de tudo a excelente organização e hospitalidade sentidas, ambas emolduradas pela paisagem deslumbrante e pelo calor. É que portuense de origem, admito que já sentia falta de um dia verdadeiro de Verão! Quase que me esquecia de mencionar a comida e as suas mui e versadas qualidades e quantidades ....


   Grata pela atenção e acolhimento,
   Na expectativa de nos vermos em breve (visita à cidade ou num evento futuro, quem sabe...). Com os melhores cumprimentos,
   Ana Bento

FRANCISCO FIGUEIREDO:

Bom dia,

 

Antes de mais começo por vos congratular pela excelente iniciativa. Apesar dos pequenos defeitos, foi mais um belo evento. Já não me lembrava de ir a Vouzela e é sempre bom lembrar o belo que o meu país é. De Norte a Sul. O local foi lindíssimo. Feira ao ar livre, num óptimo dia de verão.

Não tenho defeitos a apontar, não que possam ser melhorados. A minha queixa (se é que se poderá chamar queixa) terá sido do calor que se abateu ao início da tarde. Mas isso é uma desvantagem de se estar ao ar livre, ter que se sujeitar às intempéries da estação. O segundo, foi a disposição das barracas. Como foi ao longo de uma rua, e as bancas ficarem em linha recta, as pontas são sempre um pouco menos favorecidas. Mas mais uma vez, isto são as desvantagens de se estar ao ar livre, na rua. Acho que não é suficiente para dizer "façam num pavilhão com ar condicionado para a próxima!".

Eu fui e vim no próprio dia como tal não pernoitei em Vouzela, mas jantei. Adorei a sugestão do restaurante que fica nas traseiras da câmara. A comida estava de facto muito boa.
Com isto tudo, mais uma vez, parabéns pela iniciativa, venha o II Encontro para o ano.
Um abraço,


Francisco Figueiredo

BRUNO NOGUEIRA:

Boa noite,

 

Aqui deixo a minha opinião relativa ao Encontro.

Para ser sincero não ía com expectativas muito elevadas. Para ser mais concreto desloquei-me a Vouzela com a ideia que iria passear e não iria estar muito tempo no espaço dedicado ao Encntro.

 

Pois muito bem, mais errado não poderia estar.

A Vila de Vouzela é linda (não conhecia e fica a promessa de voltar muito em breve) e o encontro apesar da quantidade de inscritos que não compareceram e pelo que dizem nem sequer avisaram (porque não quero ser malcriado e quiça considerado um "iletrado", direi apenas que foi lamentável), penso que correu lindamente. O ambiente em redor muito tranquilo e entre os diversos colecionadores muito convívio. Parece-me que talvez tenhamos conseguido conquistar algumas pessoas que foram passando e curiosamente foram abordando os colecionadores. Espero que sim. Serão sempre bem recebidos...

Reativamente à organização tenho a dizer que estiveram muito bem. Não tenho nada a apontar e espero que o empenho que tiveram este ano, seja redobrado para que um II Encontro seja realizado. Podem, se assim fôr, já contar connosco.

 

Relativamente ao alojamento gostaria de deixar aqui uma palavra para o Hotel onde ficamos. Este era simplesmente estupendo bem como quem lá nos recebeu (pessoas maravilhosas que sempre se disponibilizaram para termos mais e melhor). Foram incansáveis na recepção e acompanharam-no sempre desde do check-in até ao último segundo da nossa estadia na sua bela casa que é a Casa Museu. Lá estaremos ainda este ano, novamente.


Apesar de todas a belas críticas tenho algo a sugerir se assim me é permitido. Parece-me que o horário se início foi muito bem pensado no entanto o fim marcado para tão tarde não me parece o melhor até porque por volta das 20:00 (hora de jantar) o Encontro acabou. Na minha opinião as 19:30 poderá ser a melhor hora de encerramento ou então novas e frescas ideias que possam deitar por água baixo esta minha sugestão. Assim espero porque gostei muito de visitar VOUZELA. Quem sabe se no próximo ano não organizam um encontro de dois dias e nos dão o prazer de conhecermos melhor este belo ponto do nosso país.

 

Boa sorte. Belo trabalho.

 

Cumprimentos

Bruno, Teresa e Beatriz Nogueira

 

ANTÓNIO FÉLIX:

Bom dia Luis,

 

Adorei o Encontro de Vouzela, tive pena não estar presente na sua abertura por motivos que me foram alheios e que sabes o porquê.

 

Em termos de publico também foi muito fraquinho, talvez as pessoas não estavam preparadas para um Encontro de pacotes de açucar?

 

Sim e dizes muito bem, os que se inscreveram e nao disseram nada pela sua ausência, para  o II Encontro eu nem lhes dizia nada e se se inscrevessem, mandava-os dar uma volta.

 

Como falei contigo no dia, arranjar umas cortinas para fechar todos os Stands para podermos ir jantar todos ao mesmo tempo em convivio.

 

Tambem podes adotar o sistema que muitas feiras de Coleccionismo e Velharias onde eu vou mensalmente e anualmente que no acto da Inscrição paga-se uma joia de 25€ (valor facultativo) que será devolvido no final juntamente com as lembranças e certificados.

 

Em termos de alimentação, comida muito boa e muito bem confecionada, mas com preços muito desnivelados, casais que comeram o mesmo que eu e que pagaram 12€ e eu sozinho paguei 13.50€, talvez fosse o jarro de vinho que bebi a mais juntamente com ...

 

Falar em vinho! Nunca mais bebo dessa pomada, é muito forte e parecia muito macio no inicio, depois quando começou a subir ...  foi só uma pequena dor de telhado no dia seguinte em Agueda.

 

Em termos de Dormida, fomos dormir a S.Pedro do Sul na Pousada onde fomos muito bem recebidos, tanto eu como os casais que lá pernoitaram, nada a dizer ...

 

Para terminar, tanto tu  e restante Direção CCCV, como os orgãos da Camara, estão de parabens.

 

António Félix

 

ROMEU LOPES:

Boa Noite Caríssimos,

Acabei de chegar a casa após o vosso encontro e o de Águeda.

 

Na minha modesta opinião, o vosso encontro foi sem dúvida muito bem organizado e foi um sucesso apesar da infeliz ausência de vários colecionadores, no entanto insto são palavras simples para descrever a experiência de alguém que nunca tinha estado em Vouzela e que passo a descrever:

 
Cheguei a Vouzela ao final do dia de sexta-feira na véspera do encontro, aproveitei e na companhia da minha namorada aproveitamos umas excelentes migas de bacalhau no Restaurante O Regalinho onde fomos muito bem atendidos, acabamos por provar a Figada, um doce irrepreensível feito pela dona do estabelecimento e embalado e decorado pela sua neta, trouxemos claro uma frasco dele para continuar depois em casa. A senhora presenteou-nos também com uns pacotinhos de açúcar que a Câmara Municipal lá tinha deixado.

 
Fomos pernoitar a Serrazes na muito simpática Quinta dos 4 Lagares, sei que não é em Vouzela mas foi uma experiência positiva onde conhecemos a simpática cadela Kika pertencente aos donos da quinta, onde provamos uma jeropiga muito saborosa e um bolo caseiro do melhor entre outras delícias.

 
Já de manhã perto do seu final, voltamos a vouzela e desta vez saboreamos uma vitela à Lafões mais económica no restaurante O Meu Menino que estava bem, mas a nota vai para o dono que com paciência nos arranjou uma garrafinha de vinho branco bem gelada, colheita da zona e que se revelou excelente.

 
E lá começou o encontro, a primeira surpresa foi a oferta do pastel de Vouzela na receção do encontro, um miminho muito bem recebido e simplezmente delicioso! :-)

 
Mas as surpresas não acabaram ali e é necessário deixar uma nota de agradecimento aos meninos que nos ofereceram os seus docinhos e me trouxeram uma saboroso cocktail caipiShrek com sabor a lima que acompanhado dos docinhos fazia a combinação perfeita entre o doce e o amargo, fenomenal!

 
Aproveitei para comprar mais meia dúzia dos saborosos pastéis de Vouzela e mais uma ou outra especialidade.

 
Todas as pessoas foram atenciosas e impecáveis, a senhora do quiosque da Xtrem que pacientemente me ofereceu as séries de pacotes de açúcar que me faltavam, separou-as e ofereceu-me tudo, inclusive alguns pacotes de chá que me faltavam na colecção e que no final do encontro já com a barriga cheia de doces e sem espaço para um jantar completo me  fez 2 kebabes com um molho picante que me deixam saudades de os voltar a provar.

 
Tudo correu bem, o único reparo deve-se à metereologia que trouxe um calor abrasador sobre as barracas onde estavam os colecionadores.

 
Como esta mensagem pode chegar à Sra Vereadora da câmara de Vouzela, aproveito para lhe deixar uma pequena sugestão: Aproveite este tipo de iniciativas para divulgar os produtos da região, eu descobri alguns na minha estadia mas existirão muitos outros e muitos colecionadores podem não os ter descoberto. É um evento como este que pode fazer alguma diferença na divulgação do melhor de uma região, seja um vinho, um azeite, um doce....

 
Para o ano conto voltar se o encontro se voltar a realizar, e aproveito já para pedir 2 pastéis de Vouzela para compensar a viagem! ;.)

 
Cumprimentos,

 
Romeu Lopes

 

ELIZABETE E JOÃO LOPES:

Apenas algumas palavras e estas de agradecimento e de incentivo a todos aqueles que de uma forma empenhada, dedicada, esforçada e desinteressada têm levado por diante estes eventos de cariz sócio-cultural nas suas Terras-Regiões, engrandecendo as mesmas através da sua divulgação, quer pelos visitantes, quer pela comunicação social ou outros.

 

A própria localidade e o comércio local também são beneficiados, desde logo; um afluxo considerável de pessoas cria mais movimento, mais agitação, no fundo, mais vida. O comércio local também  proporciona aos visitantes a aquisição da riqueza dos seus produtos e serviços, sejam eles de origem agrícola, artesanal ou hoteleiros.

 

Na parte que nos toca, seria uma ingratidão fazer qualquer reparo à feitura do evento, pelo contrário, dar os parabéns aos mentores pela sua dedicação e esforço.

 

Fomos recebidos com toda a simpatia pela organização, o que nos leva (salvo por força maior) marcar presença no próximo encontro.

 

Os restaurantes e Bares globalmente satisfizeram, realçar e prestigiar todas as Corporações dos Bombeiros, particularmente a de Vouzela que neste caso e através do seu Bar deliciou-nos com e um saboroso frango de churrasco e uma bela bifana no pão, tornando o jantar num agradável convívio e económico.

 

Por último, as Câmaras Municipais através dos Pelouros respectivos devem encorajar e incrementar estas iniciativas /eventos, porque, como referi anteriormente, saímos todos beneficiados.

 

O nosso sincero obrigado.

 

Cumprimentos,

Elisabete e João Lopes

 

RUI FREITAS E JOANA DUARTE:

Boas amigos ( as )

Desde ja gostaria de agradecer ao clube de colecionadores de Viseu e aos responsaveis do encontro de Vouzela pelo dia magnifico que la passamos, diferente mas de grande convivio. proporsionou-me um fin de semana diferente conhecendo uma localidade que ainda nao conhecia e com pessoas muinto simpaticas .
contem connosco para uma proxima .

 

A todos com quem estivemos um obrigado e ate um proximo encontro .
ass

RUI FREITAS e JOANA DUARTE